Início » Sem categoria

Posicionando marcas tradicionais no ambiente digital

Em 2004 quando tive a honra de escrever um artigo sobre “Marcas Fortes”, para o prêmio Top Of Mind, do jornal do Comércio, eu comentava que as empresas que quisessem desenvolver uma presença eficaz na internet precisavam conhecer seu potencial cliente, suas necessidades e criar estratégias, para se comunicar com eficiência. Percebo hoje, passados nove anos, que a necessidade das empresas continua a mesma. A grande diferença é que surgiram vários meios e ferramentas para se atingir este objetivo. Se antes existiam poucas alternativas de comunicação online como e-mail marketing, o uso ainda incipiente do SMS Marketing e a necessidade de se ter um bom posicionamento nos mecanismos de busca, hoje temos além destas ferramentas, a Publicidade Online com notável retorno para as empresas e as Redes Sociais, que passaram a ocupar espaço de forma avassaladora entre a população que utiliza a internet para se relacionar, seja com seus amigos ou com as marcas que lhe despertam interesse. Redes Sociais como Facebook, Linkedin, Foursquare e Google +, blogs e microblogs como Twitter e Tumblr, aplicativos como Instagram, Pinterest, são hoje a porta de entrada das marcas, e muitas delas já nasceram neste ambiente. E é este o grande desafio das marcas tradicionais. Desenvolver uma presença online de forma efetiva e eficiente. Se antes era importante ter uma presença na web, hoje é fundamental focar numa maior frequência da comunicação da marca com seus clientes em todos os ambientes, estimular o engajamento dos fãs e seguidores para propagar as suas ações de forma viral, monitorar o alcance dessas ações e medir a receptividade de todo o mix da comunicação digital utilizada, junto ao seu público-alvo. E não estou mais falando somente de web, com um site [...]

Helvética, o Filme

Helvetica, o filme é um documentário que dismistifica muita coisa sobre a fonte considerada a mais famosa no mundo. Assistindo as entrevistas você começa a entender facilmente quando iniciou a necessidade de usar Helvetica e quando iniciou o ódio a tudo que traz essa fonte. Mostrar que a fonte foi criada por Max Miedinger e Eduard Hoffmann em 1957 e não só por  Miedinger foi essencial para dar os devidos créditos a Hoffmann.  Miedinger e Hoffmann criaram-na para a Haas Type Foundry em, Münchenstein, na Suíça, sendo comercializada pela Linotype em 1961 no mundo todo. O filme não é destinado apenas a pessoas envolvidas de alguma forma com design, eu recomendo para qualquer um. O design como arte está presente na vida de todas as pessoas, desde que nascemos. O seu berço tinha um determinado design, sua mamadeira, o sofá da sua casa, sua mesa, a estante da tv, os eletrodomésticos da cozinha, na rua você pode observar os carros e seus designs diferentes, as placas e a escolha das fontes para os letreiros. E é isso que o documentário Helvetica mostra com perfeição, as infinidades de placas, letreiros, sinais de aviso, todos escritos com Helvetica. No Brasil, eu não diria que a Helvetica tenha tanta força muito menos tamanha presença como tem lá fora, isso porque o sistema operacional mais usado no nosso país é o da Microsoft, que desenvolveu a fonte Arial baseada na Helvetica. Nos países onde os designers só trabalham com Macs (você percebe bem no filme que todos os profissionais possuem um Mac), a fonte suíça é muito mais frequente. O nome da fonte é derivado de Helvetia, o nome latino para Suíça. A fonte Arial, bastante difundida pelo mundo devido ao fato de ter sido [...]

Qual a diferença entre e-mail marketing e spam?

E-mail marketing requer um mailing qualificado e com a autorização (opt-in) para envio de mensagens. Spam é qualquer mensagem, independentemente de seu conteúdo, enviada sem solicitação para diversos destinatários. É importante para uma boa campanha de e-mail marketing a leitura do código de autorregulamentação para prática de e-mail marketing divulgado pelo cgi.br.